logo pro blog

23 de fev de 2009

Carnavaaaaaal, grandes merda.

Aproveitei a maravilha do feriado de carnaval que diretamente não significa nada pra mim (ou talvez só uma desculpa para ficar vários dias sem trabalhar) acordei e peguei uma avião e fui para são paulo, sem nenhum motivo dessa vez para ficar por lá, segui em outro avião para o espirito santo, Beach baby. Aqui onde achei que fosse ter um bom final de semana relaxante acabou sendo um grande carnaval, uma bagunça, e tudo acontece aonde? na frente do apartamento onde estou. Mas pelo lado bom, aqui na frente também tem uma barra e uma paralela, com vários pesos feitos artesanalmente de concreto(o que nos leva esse post) onde eu posso continuar treinando e esquecer os problemas da vida.

Na minha primeira hora em Guarapari-ES, já havia feito 50 planches, 30 paralelas, vários deadlifts, centenas de abdominais, e alguns outros exercícios com os pesos que ficam largados junto a barra e a paralela. Vi caras de todos os tamanhos, e os mais bizarros exercícios que nunca imaginei, e parece que a cultura se espalha por aqui, todos fazem quase as mesmas coisas bem parecidas, inclusive as erradas.

Mas uma coisa que sempre imaginei de pessoas que malham em barra na praia e que vem das referencias da popular Muscle Beach, Santa Monica, California. São caras extremamente fortes fazendo os mais complicados exercícios em barras que alguém pode imaginar, Muscle Ups, Front/Back Levers, OAC, OAP e etc.. Mas aqui? adivinhe, Nada!

Cheguei na Barra e fiz minhas séries de Muscle Ups (planches), e adivinhe só? Todos os gigantes pararam para ver, alguns começaram a tentar, mas eram triste as tentativas, alguns perguntavam da onde eu era e porque eu fazia aquilo daquele jeito, e a resposta foi "Onde eu moro, todos meus amigos fazem, é normal". Então algo me ocorreu, será que esses exercícios mais antigos estão morrendo? Em Brasilia já conheci pessoas que fazem, mas todos com mais de 35 anos, como será que você simplesmente extingue um exercício?

Acho que vou fazer uma campanha para a popularização das habilidades em barras de rua... Ou que tal: Ensine seu colega a fazer um muscle up ? hahaha

Tenho uma opinião muito clara sobre força e controle das habilidades corporais, e cada vez que penso nisso fica mais claro.

Os ginastas são os homens mais fortes do mundo, e os Tracers estão vindo bem atrás.

14 de fev de 2009

Train Barefoot

A Nike sempre fez os comerciais mais motivantes, a serie de comerciais do Jordan é impressionante, mas por esse aqui eu realmente não esperava, não da Nike, e como sempre incentivei o treino descalço, aqui vai um dos melhores comerciais que a nike poderia ter feito.

6 de fev de 2009

Rekindling the true self

A muito eu não me sentia assim, eu não treinava assim... O titulo do video foi escolhido por mim, o resto do povo do video, meus amigos, não fazem a minima ideia do que quis dizer com esse nome, e nem porque escolhi, talvez eu devesse botar esse nome em outro video, em outra situação, mas o momento era aquele e a sensação era aquela.

A Mais de 8 meses eu treinava de bobeira, fazia uma coisa ou outra, não me empenhava em qualquer coisa de Parkour, me sentia desgastado e entediado, a motivação de continuar treinando e evoluindo dentro do Parkour parece que tinha desaparecido, não via obstaculos que realmente me fizessem querer algo, a maioria das coisas eram sem sentido de fazer, e tenho buscado manter o parkour o mais seco, o mais básico possivel, e talvez eu consiga fazer ele rápido e eficiente um dia.

A mesmice dos lugares é algo que sempre desmotiva, por mais que você consiga inventar várias coisas diferentes, as vezes é preciso se distanciar e passar um tempo longe, para renovar o ponto de vista, e encontrar novas possibilidades. Eu havia sentido essa falta, e meu parkour foi desacelerando, você começa a treinar, fazer 100, 200 repetições, até que se tornam sem sentido, depois você faz percursos e movimentação repete isso várias vezes, improvisa nos obstaculos, faz de formas diferentes, mas depois de um tempo, tudo cai em uma rotina dolorsa, e desmotivante.
Eu precisava disso, de algo novo e excitante, algo que me trouxesse a necessidade de relembrar todos meus posts desse blog durante minhas ações, e saber como lidar com o medo, o novo, o inexplorado.

Foi isso que senti nesse lugar, novo, ninguém nunca tinha feito nada ali, nenhum guarda reclamando, alias eles até deram agua pra gente, sem medo de alguem reclamar, sem tempo, e muita coisa para explorar, tudo que tem no video era no máximo a 3a vez que eu fazia, e não que isso seja um mérito, mas fiz antes de todo mundo, destravar e fazer as coisas antes de alguem fazer é complicado, sem referencial, sem nada, pelo menos pra mim.

Então é isso esse video tem um signifcado especial pra mim, tenho várias outras cenas que pretendo juntar e colocar só minhas e fazer um video meu nesse lugar.

Abraços a todos!


BRTracer - Rekindling the true self from Soilwork on Vimeo.