logo pro blog

29 de mar de 2008

quando a esmola é demais, o santo desconfia...

A um tempão que eu penso em postar sobre isso aqui, mas nunca lembrava, ou não guardava a garrafinha pra mostrar aqui, mas se trata do seguinte:

Bebidas e alimentos ricos em proteínas normalmente são caros, e até dificeis de encontrar, mas a um tempão descobri que o guaramix, (não o guaraviton normal), aquele da mistura de guaraná, açaí e ginseng, contém uma tabela nutricional surreal pro preço que é vendido, chega ser de assustar, veja:


em 500ml
                                 porção  %vd
Valor energético  250kcal  12%
Carboidratos        40g          13%
Proteínas               20g         27%
Sódio                      50mg      2,1%
Vitamina C            85mg      188%
Potássio                43mg        (**)


Se realmente for verdade essa tabela (alguem tem como dizer?) acho que essa é uma das bebidas mais baratas, levando o custo beneficio, para se tomar num pós treino...
Mas a pergunta que fica pra mim é, tem como saber se o que colocam na tabela nutricional é realmente verdadeiro?

23 de mar de 2008

Você bate igual uma menina!

Na proxima vez que pensar em falar isso pra alguem, lembre desse video:


18 de mar de 2008

Is it so hard?

As vezes fico assustado como as pessoas não tem o minimo senso de discilpina, dedicação e força de vontade, acredito que por isso é tão dificil para as pessoas treinar em casa ou sozinhas, e as academias estão cada vez mais entupidas e lotadas.
A não ser que a pessoa entenda o bastante para pagar uma academia apenas para utilizar equipamentos (ando pensando em ir para uma para poder usar as anilhas gigantes enquanto faço barra, e aumentar os pesos do deadlift) ou que você não saiba absolutamente nada a ponto de precisar de um instrutor segurando na sua mão para treinar, acho que treinar em casa com o peso do corpo atende as necessidades de 80% da população.

O Problema é que normalmente as pessoas pagam academia para se sentir obrigadas a ir, estão pagando e querem desfrutar do que gastaram, se treinassem em casa, teriam preguiça e distrações quanto ao treino, e novamente caimos sobre as frequentes desculpas para não se exercitar e etc...

Ontem um carinha que trabalha comigo, a quem passei o livro do Ross (Underground Guide to the warrior fitness), e ele me pediu para montar uma esquema de treino pra ele preder um peso, e desenvolver o corpo. Como um bom companheiro sentei com ele, perguntei como andava o desempenho dele, quantas repetições conseguia fazer, e fui montando uma serie de treino pra ele, empolgado ele disse que já ia começar ontem mesmo, pra ver se conseguia executar tudo.

Hoje pela manhã ele veio com uma cara meio triste "po, nem deu pra fazer o treino ontem" ai eu inocentemente resolvi perguntar o motivo:
"Ah saimos da empresa 6:30 peguei um transito foda, só cheguei em casa por volta das 9:30 da noite, ai eu ja tava cansado e fui dormir"
O Interessante é que eu sai da empresa quase na mesma hora que ele, fui pra faculdade sai 22:35, fui pegar onibus, e chegar em casa quase meia-noite, e ainda fiz um treino que foi acabar 1:00 da manhã, dormi, e ainda cheguei mais cedo que ele na empresa morando mais longe. Obvio que não falei isso pra ele, provavelmente ele diria algo como "ah mas você é doido né"...

Fico impressionado como a maioria das pessoas não tem dedicação suficiente para dormir um pouco mais tarde, perder 30 minutos do horario do almoço, ou fazer alguns cortes. O pior de tudo é que ele aparentemente estava sem graça de me dizer que não fez o treino. Vou botar isso em negrito pra fixar bem, e com certeza é bom para me lembrar em momentos de desmotivação:

Se você treina ou deixa de treinar, o unico afetado nisso é você e seu próprio corpo, saber fazer essa escolha vem de cada um.

Não digo que a pessoa precisa ser freneticamente louca por exercicios, viver o caminho que eu escolhi, mas simplesmente fazer o que é necessario para um bem maior, saúde e qualidade de vida, estou falando desse exemplo, mas poderia citar várias pessoas que vejo diariamente com o mesmo problema.

Minha conclusão é só uma, as pessoas não tem comprometimento com si mesmo, e com o próprio corpo, Se a pessoa não faz algo por si próprio, não vai fazer por nada nem ninguém.


5 de mar de 2008

Copa Mundial de Ginastica Olimpica


Dos dias 4-6 de março, estará acontecendo a copa do mundo de G.O em Doha Qatar.
A Sportv Vai transmitir algumas partes no dia 5 e 6 se não me engano.
Isso não tem muito a ver com o blog, mas a admiração que tenho pelo esporte, é muito grande.

Ginastas são na minhã opinião a "classe" mais forte entre nós humanos, levando em consideração força bruta, controle, resistencia e etc.. Treinam até 10x mais do que atletas de qualquer outra modalidade, e tem uma dedicação e disciplina fora do comum. Para mim Ginastica Olimpica é um dos esportes mais dificeis e complexos de se entrar, ainda mais quando entra em nivel olimpico/internacional.

Alguns videos legais pra entrar no clima:





3 de mar de 2008

Sabado a noite :)

Sofia foi fazer um trabalho de fotografia num sabado a noite, e não me restava nada a não ser treinar e brincar, treinei por umas 3 horas, mas essas foram as cenas mais "parkour" do treino, depois compilo todo o resto junto.

Abraços


1 de mar de 2008

Dude where is my bar?

Cara, cade minha barra?

Nunca me fiz tanto essa pergunta em tão pouco tempo, e foi o que me atentou para o motivo do post, já havia reparado que fora de Brasília, que tempo praticamente 1 barra a cada 500m (em media) em lugares que passei como São Paulo, é muito mais raro o numero de barras disponíveis para a população. Em São Paulo, andei varios kilometros e não achei nenhuma barra, e muito raros eram os Playgrounds de crianças onde poderia se providenciar uma barra alternativa.
Essa semana fui para Petrópolis na serra do Rio de Janeiro a trabalho, e descobri que simplesmente não existiam barras na cidade, e pelo menos todo mundo que eu perguntava, não sabia onde tinha uma. Quando eu perguntava como eles malhavam, a resposta era automaticamente, a academia, e se eu perguntasse sobre quem não tinha grana, era simplesmente "Ué, ai não malha".
Depois de andar bastante descobri um parquinho com alguns balanços onde deu para improvisar umas barrinhas, mas mesmo assim era muito ruim de ir por que sempre haviam crianças brincando.

No resto dos estados eu não sei, mas em Brasília você consegue pedir para a prefeitura que instale barras na quadra onde você mora, alguém consegue me dizer se no resto do país é assim? acho que deveria existir uma campanha nacional de popularização das barras de pracinha, é um exercício bem completo e o "equipamento" necessário é barato.
Mas agora decidi, nunca mais viajo sem minha polibarra na mala :D
Abraços!