logo pro blog

31 de mai de 2007

Tempo?



Nós temos dito com frequência quando alguem inventa alguma desculpa para não treinar a seguinte frase: "Quem quer fazer arruma um jeito, quem não quer arruma desculpa", e tempo a grande maioria das vezes é a desculpa mais usada, porque obviamente não podemos fugir do fato de que o tempo passa, e que teoricamente não fazemos duas coisas ao mesmo tempo. Teoricamente.

A Maior desculpa de todas com unanimidade é Trabalho e Estudos, a grande maioria se queixa de que chega muito tarde em casa e que ja tem que dormir para acordar cedo no dia seguinte, de fato isso é realmente cansativo, e ninguem pode fugir desse fato, mas tenho certeza que a maioria dos que reclamam disso gastam 10 minutos para entrar no orkut e no msn, e ligam a televisão quando chegam tarde da noite na faculdade.

Quantas horas de almoço você tem por dia? quanto tempo você gasta na internet? assiste televisão? e no trabalho 100% do seu tempo é ocupado? e na escola? na faculdade? você não tem intervalo?

Concordo que obviamente isso depende muito da dedicação de cada um, e da vontade de ser cada vez mais forte e levar o corpo cada vez a um novo limite. a primeira mensagem chata desse topico é: se você diz que não tem tempo para treinar, você esta arrumando desculpa pra justificar sua preguiça. VÁRIAS pessoas que eu conheço ja usaram essa desculpa, "po to parado, faculdade, trabalho, sobra tempo pra nada", obviamente nunca parei pra discutir, e nunca fiz muita questão, mas esse artigo serve pra isso, é tudo desculpa furada.

A Segunda mensagem chata talvez seja uma coisa que muita gente, do parkour e das artes marciais, se recusam a enchergar, vai em caixa alta pra ficar bem fixo na mente de vocês cada vez que pensarem em treinar. NÃO EXISTE TREINO EFICIENTE SEM DESCONFORTO, pronto, falei. Essa é a realidade mais crua do universo que envolve qualquer tipo de treinamento fisico, não existem pilulas magicas, não existem cabos que vão grudar no seu corpo e transferir o conhecimento(matrix), não existem sistemas super eficientes que fazem você virar um super ninja da noite pro dia, não existe segredo, ou você bota a camisa pra suar, ou não sai do lugar.

Agora que vocês ja sabem de duas verdades essenciais para se treinar, vou continuar com exemplos pessoais, e de pessoas proximas, que vão me ajudar a ilustrar situações em que você pode se colocar no lugar e pensar: "é, eu realmente estou fazendo corpo mole;"


Uma coisa é certa, o tempo não para e nem volta atrás, todos os dias eu acordo e digo para mim mesmo "putz, se eu tivesse 15 anos... tudo seria diferente, eu teria mais tempo e treinaria mais.", mas o fato é que ja era, o tempo passou, você cresceu é uma pessoa cheia de ocupações e acha que não tem tempo para absolutamente nada, já que voltar no tempo você não vai mesmo, então você tem que compensar o tempo perdido.

Vou me botar como exemplo primeiro, eu chego em casa todo dia por volta de 20 pra meia noite, nos dia que estou realmente exausto, ou de ja ter treinado, ou de qualquer outra coisa relativa a rotina de trabalho, estudo, namoro, ou sei la o que, eu treino por simplesmente 30 a 40 minutos, treinos mais duros, com menos ou nenhum descanso. por exemplo essa ultima terça feira, fiz um treino de 20minutos para parte superior do corpo: 10 barras(pull-up), 10 flexoes com os cotovelos bem proximos do corpo, e 10 flexões bem abertas. Sem descanso entre um exercicio e outro, fazendo o maximo de vezes essa serie em 20 minutos, descansando cada vez menos entre cada serie pra dar tempo de fazer mais, obvio que o minimo são 3 series. isso dura 20 minutos são ÓTIMOS exercicios para a parte superior do corpo, e depois disso você toma um banho e dorme como um bebe. em 20 minutos aposto que você só liga o pc, ve alguns e-mails, e le umas 3 comunidades. ou assistiria o jornal da globo. porque não fazer isso enquanto se ouve o jornal? deixa a tv ligada.

tenho um amigo, uma das pessoas que mais me ensinou coisas sobre treinos e sobre a vida enquanto esteve aqui em brasilia, ele trabalha o dia todo, faz cursinho até quase 11 da noite, troca fralda do pequeno filho, e ainda arruma tempo para treinar, e manter tudo em equilibrio. e tem gente que ainda diz que não tem tempo

uma frase que tenho dito e repetido sempre que posso, mas que muitas vezes ninguem interpreta de forma correta, ou acha que é apenas uma frase de falsa motivação é:

"O SEGREDO DOS BONS É QUE ELES TREINAM ESCONDIDO"

Falei isso prum amigos de treino que conheci no Parkour e hoje ele treina taekwondo la na mesma academia que eu, e ontem conversando ele me disse: "aquela frase que tu me falou mudou minha vida.", então ele me contou que trabalha com autocad numa maquina tremendamente lenta, e que cada vez que pede para salvar demora por volta de 10 minutos, então ele vai pra tras das maquinas, e fica fazendo flexão até terminar de salvar, e isso tem feito muita diferença pra ele.

Aqui no trabalho, a gente (amigos) tem a politica de a cada hora fechada (em ponto) fazer 10 flexões, de bobeira, isso não demora 30 segundos, e seu chefe não vai se queixar de você ficar 30 segundos fora do seu posto de trabalho, obviamente não é um treinamento pesado e rigoroso, mas melhor que nada, há! E antes que me venham com a desculpa de que usam terno e não podem sujar, 2 caras aqui usavam terno e faziam também, usavam camisa regata por baixo da camisa social para caso suassem não sujar a blusa de fora. só to dando exemplos que tão vindo na cabeça na hora, não leve apenas a parte superior do corpo em consideração, eu trabalho no 10o andar e só subo de escadas :), quando estou com os braços cansados eu troco as flexões por 1minuto de "cadeira", ou se preferir pode fazer agachamentos.

meu mestre de taekwondo sempre diz, a dedicação tem que vir de dentro, tudo que eu disse ali não vale de nada se você não tiver dedicação. usei alguns poucos exemplos para mostrar que a qualquer hora você pode treinar e manter seu fisico, obviamente esses não são ideias de treinos de parkour, nem de artes marciais, mas você fazendo isso, ja te da bastante força e condicionamento e não deixa seus treinos concentrados num final de semana só, atleta de final de semana, só se machuca.

A Mensagem final de tudo isso é que você precisa saber treinar, em qualquer lugar, independente do tempo que você tem livre, sempre da pra treinar. Outros exemplos rapidos? em 20 minutos você consegue fazer 100 landings e 100 precisions, se fizer 10 flexões de minuto em minuto, ja são 200, da pra fazer pelo menos 50 passe murailles bem feitos, correr 3km, muito quadrupedal, exercicios com pesos, e localizados então, da pra fazer zilhoes.

"Tempo nunca vai ser desculpa para não treinar ou não se alimentar direito." Arnold Schwarzenegger

ps: esse texto vai pruma sessão do blog onde vou botar artigos relacionados a treino, é um projeto que estou montando para mim e amigos, e por enquanto ainda chamamos de Soldado Universal, mais informações depois

28 de mai de 2007

Interesse sobre Parkour?

Se você é de Brasilia e tem interesse em conhecer mais sobre Parkour e/ou treinar comigo e meus amigos, E se enquadra nos requisitos abaixo:


1 - Já leu todo ou grande parte do http://blog.parkour.com.br e entende claramente que Parkour NÃO é um esporte sair pulando por ai, e que os treinos são fisicamente explorados, e o objetivo da maioria deles é alcançar a exaustão

2 - Não tem frescuras em se exercitar, arrastar no chão, suar, possivelmente estragar roupas, e acompanhar todas as outras pessoas e suas atividades.

3 - Concorda em NÃO colocar em risco a sua segurança e a de outros durante o treino, e NÃO tentar coisas além do seu potencial fisico/técnico durante o treino.

4- Nosso treino de Parkour é basicamente dedicado ao fortalecimento fisico, com alguns treinos técnicos entre eles, mas todos baseados em repetições massivas do mesmo movimento, os treinos de Percurso também são em sua totalidade repetitivos e exaustivos;
Nós treinamos com amigos, então se você é uma pessoa egocentrica, egoista, individualista, por algum motivo se acha melhor ou superior aos outros, e treina por algum motivo que não seja desenvolvimento fisico/moral/pessoal sinta-se excluido deste convite.

5- é maior de 18 anos

Caso você se enquadre nos pontos acima, e esteja realmente com vontade de treinar, tenha em vista que isso não quer dizer "entrar para o grupo" mas um treino onde vamos tentar esclarecer alguns pontos sobre o Parkour, e auxiliar para que você consiga seguir seu caminho e treinar por si só, a minha intenção é apenas passar o conhecimento util pra frente e ajudar pessoas a conhecerem e treinar um parkour seguro.

caso aceite todos os termos acima, envie um email para mim dizendo como conheceu parkour e porque quer treinar, então responderei com o lugar, a hora e o dia do treino. os treinos são inteiramente gratuitos.

o endereço é: alberto@parkour.com.br

23 de mai de 2007

Familia Parkour

(Eu e sofia no treino)
Acho que todo mundo que tem site ou algo do tipo, acaba recebendo emails sobre aonde encontrar praticantes na sua cidade, e de um determinado tempo pra ca eu tenho sido bem fixo em uma unica resposta.



(Allan bateu o saco)
Cada vez mais vemos pessoas procurando Clans, correndo atras para entrar num meio de praticantes e lotar seu 'time' de parkour de pessoas que nunca nem viu, e que estão sendo selecionadas sem seguir nenhum parametro, apenas querem treinar junto de alguem. Mas o maior problema de todos é que as pessoas acabam procurando praticantes, e não amigos, e esquecem dos valores das pessoas que estão a sua volta.

(Alex e Allan em cadeira)
Eu tenho selecionado a dedo as pessoas que convido para o treino, primeiro pela sua dedicação e postura. Procuro convidar pessoas que acredito que estejam realmente com vontade de treinar e aprender mais sobre si mesmos, nesse ponto, não treino com praticantes, treino com guerreiros.
Em cima disso eu penso que preciso confiar nas pessoas a minha volta, que em qualquer problema são elas quem vão estar ali por mim, e é ai que veio o critério mais alto da seleção.

(Rodrigo Scofield)
Não tenho um grupo fechado, não temos um clan, nem um nome, e acredito que nossa união e amizade acabe crescendo mais ainda por causa disso, faço questão de que as pessoas que frequentemente treinam comigo, sejam mais que tracers, sejam meus amigos. Para mim o treino é um momento especial, uma troca de emoções e experiencias, é um motivo de alegria, e quero compartilhar isso com pessoas que gosto e confio. Talvez essa seleção seja algo automatico, pessoas vem e vão nos treinos, não tiro nem desprezo ninguem, mas os que duram no nosso "grupo" são os amigos.
(Nati e Ian, viagem pra goiania)
Existem momentos simples durante o treino que fazem a diferença quando se treina com um amigo, a motivação, a vontade de te ajudar, a não competição, não ter inveja, respeito e admiração mutua, são pontos que só se consegue dentro de uma amizade.
Gosto de ficar me lembrando dos treinos como se fossem recordações de momentos de lazer, posso dizer milhares de momentos otimos que tive com pessoas que considero verdadeiros guerreiros e que essa relação entre todos cresceu durante o treino, aprendendo a ajudar um amigo num momento de fraqueza, e sabendo empurrar ele cada vez mais para seu sucesso, acho que um dos pontos mais gratificantes, é ver o sucesso de um amigo durante o treino, talvez seja mais gratificante do que o proprio sucesso.

(Eu e santigas jogando twister no aniversario do Titi)
Quando você estiver no treino com um amigo, lembre-se que assim como você as mãos deles estão ardendo, sangrando, o suor salgado está escorrendo e entrando nos calos aberto das mãos ardendo, o braço dele está cansado e dormente de tanto esforço, mas quando você falha de exaustão, vocês sentam bebem uma agua, falam uma bobeira, riem, e com esse pequeno apoio, os dois voltam pro treino com mais motivação.
Chame seu amigo de treino pra jogar um Poker, rir assistindo um DVD ruim, fazer comida na cozinha depois de um treino cansativo, reuna-se, faça amigos pra vida, e assim você sempre vai ter alguem la pra quando você precisar.

(Foto realmente antiga, Tiago, Bernardo, Cecilia, Sofia, Eu, Alex)
Assim é minha Familia Parkour, em que eu poderia citar os nomes deles todos aqui, mas todo mundo sabe quem faz parte disso.

Então quando pensarem em perguntar, onde encontrar alguem pra treinar, olhe bem perto, e procure um amigo, ele sempre vai estar ali pra você.

19 de mai de 2007

Parkour Shoes


É, voltei hoje da semana de treino, 100%

Fiz coisinhas legai não treinei serio e pesado, mas me senti muito bem.

unico problema agora é que meu tenis ja passou da sola, e o EVA ja ta quase no fim :(, mas sei la não da pra ter aderencia mas dou meu jeito. acho que vou fazer uma campanha pra doarem um tenis pra mim, euaheauhea sei la, pesso que façam suas orações pro meu tenis durar pelo menos mais 3 meses, que assim completa um ano.

17 de mai de 2007

The nutrition thing...

Primeiro gostaria de abrir este post parabenizando um cara, seja la quem ele for, mas o cara que inventou esses sorines, neosoro, ou sei la o que mais, por mais mal que digam que faça, É UM GENIO.

Estou no meio de um dos dias mais frustantes. Essa semana como se ja não bastasse ficar sem treinar e tudo isso, segunda feira comecei a me sentir meio mal, sinosite, ou sei la o que...
dai tudo vai piorando até que ontem a noite capotei na cama da sofia e foi dificil de acordar, me sinto destruido e acabado.
O Pior não é isso, cheguei em casa, fiz o alongamento e forcei abertura, dai fui dormir, acordei 5 da manha sem conseguir respirar pelo nariz, juro, era impossivel, tentei assoar, fazer qualquer coisa pra desentupir meu nariz, porque esqueci minha "solução nasal" na casa da sofia. Fiquei até quase 6 me virando pela cama, quando decidir entrar no choveiro quente, pra ver se o calor e a humidade ajudavam o negocio a funcionar, bingo, a narina esquerda deu sinal de vida! mas mesmo assim não consegui dormir, 6:30 eu estava na porta da farmacia, que por sua vez estava fechada, comprei um suco na padaria e fui me arrumar pro trabalho, o sufoco só acabou as 7:10 quando a farmacia abriu e eu consegui comprar outro negocinho desse, foi um alivio quase que sexual, Deus abençõe este homem que inventou isso, agora estou aqui eu que nao gosto de tomar remedio, com caixas de vitamina C, e paracetamol a dar com pau, tentando alguma coisa pra melhorar.

Ao titulo do topico.

Como postei aqui a um tempo atras tinha começado a reorganizar a alimentação e tudo vai indo bem estavel, estou pesando 77kg (segundo dados da balança da farmacia hj de manha), menor peso em quase 2 anos, e com muito mais massa muscular que tive minha vida toda. Fora o fato de estar gripado, ou sei la o que, me sinto na minha melhor forma fisica, obvio que é pouco, mas é o melhor que ja estive.
Pensando na questão da alimentação, pra saber bem como me alimentar, como suprir necessidades nutricionais sem ter que gastar muito e comendo fora de casa, comprei um livro ontem, GUIA DA NUTRIÇÃO DESPORTIVA, que custou 76 dinheiros, mas pelas 30 paginas que ja li, ja deu pra ver que valeu muito a pena, de cara ja li sobre varias formas de se comer fora de casa no dia-a-dia corrido, sem ter que parar mto pra preparar algo, sem falar nas melhores fontes pra conseguir cada nutriente, que tipo de pão preferir, consumir doces sem matar o programa nutricional e varias coisas do genero, ta mto no começo e tudo mto por cima ainda, mas meu café da manha hoje ja foi diferente, enfim, espero que ao final das 500 paginas eu consiga finalmente ter uma noção certa de como me alimentar realmente bem.

acho que o inventor das soluções nasais deveria ganhar o premio nobel.

15 de mai de 2007

Meu brinquedinho novo

Meu novo brinquedinho, não pude testar ainda porque estou na semana de descanso, mas cabe muito bem e fica bem preso.
Essas presilhas tem um elastico no meio (pra quem não entendeu a foto) eles ajudam a criar um esforço maior na hora do chute, então é bom treinar com isso :) eu fazia com liga de soro, só que como nao tinha onde prender era amarrado, e ficava machucando o tornozelo, sem falar que puxa os fiozinhos dos pelos da perna, e a liga não é tao resistente cede muito facil, ta ai.

Na serie, treinos em descanso, ontem só alonguei, e forcei abertura :)

14 de mai de 2007

:)

Como disse a alguns posts atras, após o dia 12 eu entraria em repouso por uma semana pro corpo descansar.

Sabado como ultimo dia de treino do "periodo" eu queria aproveitar e me sentir bem comigo mesmo, pra voltar empolgado e feliz, fui correr com Santigas e Rodrigo Scolfield no parque, que por sinal foi bem satisfatorio, fizemos a volta de 6km bem rapidinho, e eu não suei nem um pingo, me sentia 100%, e firme de que faria ela novamente sem reclamar, ai fomos fazer barras e nos divertir um pouco no circuito de exercicios do parque.
Achei que tinhamos feito pouca coisa la, até me dar conta domingo que meus musculos das costas e triceps, estavam completamente fadigados, doloridos e contraidos, ou seja, muito satisfatório :D

Outro fato bom é que agora sou faixa ponteira-azulo que significa que faltam mais 4 faixas até faixa preta. Fiz o exame com uma dor de cabeça insuportavel, lutei sem rendimento nenhum, e nenhuma visão de luta, só soltei golpes variados, e na hora do batizado lutei com 5 faixar pretas, 1 minuto com cada, ou seja, piorou a situação da dor de cabeça e do cansaço. Mas no final do exame recebi parabens na frente de todo mundo por minha disciplina e dedicação. foi bem legal.


Barefoot running,

Ontem como era dia de descanso, passei a parte da manha/tarde com minha mae (FELIZ DIA DAS MAES!) e durmi o resto da tarde/começo da noite, quando a fome bateu e decidi que tinha que ir até a cidade, estava de chinelo, e caminhando quando decidir e trotando de leve, uma corridinha, sem estragar meu dia de descanso, então tirei o chinelo, e comecei a correr bem de leve, num ritimo bem tranquilo. Ja fiz muito landing descalso, mas correr descalço era uma experiencia nova e nem fazia a minima ideia de como se fazer isso de forma segura, mas após alguns segundos achei uma forma legal de me manter correndo pelos proximos km sem sentir dores, nem nada do tipo, depois de comer, voltei do mesmo jeito, deu uns 4km no tootal.

Não senti dores, joelhos não reclamaram, não senti nada de muito anormal, fora claro a diferença de sensibilidade enquanto corre, e algumas pedras malditas que quando entram e grudam em baixo do pé demoram pra sair. Senti meu tornozelo sendo bem requisitado, o que achei muito bom, porque ele enfraqueceu muito desde que torci lutando no final do ano passado, e depois torci o outro pisando torto numa placa de tatame. Não espero que se torne uma pratica comum pra mim correr descalço, mas vou fazer isso mais vezes. Andei lendo sobre os beneficios, e são muito bons, mas os problemas que podem ter são enormes também, então, fica como um treino pra de vez enquando.

Abraços e até a proxima.

10 de mai de 2007

Tracer?

Estava assistindo a reportagemd o Multishow com o "Le Parkour Brasil" e o grupo la do rio de janeiro. As vezes não sei se caio na gargalhada ou se começo a chorar...

A Reportagem mostra cenas espalhafatosas e saltos dignos de video-cassetadas do rio de janeiro, mesclado com alguns videos bem interessantes de são paulo, inclusive um saut de bras impressionante do Bisão. Conversa vai conversa vem fiquei meio curioso com uma coisa.

Qual a imagem que as pessoas que treinam Parkour querem passar sobre suas ações e suas personalidades?
Por volta de uns dois anos atras, um amigo que treinva com a gente fazia kung fu, logo bem na epoca em que o Parkour explodiu em Brasilia, e ele um dia me contou varias pessoas na academia ja treinavam parkour, e que viviam machucados, sendo assim o professor, proibiu que os alunos dele treinassem Parkour pois era uma pratica completamente perigosa e comprometedora para a integridade fisica.
Na maioria dos lugares não foram diferentes, pessoas vieram das artes marciais para o Parkour atraidos pelo seu vigor fisico e sua agilidade, mas como o parkour sempre foi muito complexo quando divulgado, se tornava uma coisa "radical" e "alucinante", na maioria das vezes soando como irresponsavel. e foi o que acabei vendo na reportagem do Multishow, ressalva a parte de são paulo, que como todos sabem não morremos de amor uns pelos outros, mas mostrou superioridade total não só no quesito técnico, quanto na questão moral da historia.
O grupo do rio, que como vou falar mal, prefiro não identifica-los, além de contradizer tudo que foi dito em são paulo, mostra uma visão muito comercial e "radical" do Parkour, e foi possivel no ver video, muitas vezes praticantes colocando sua saude em risco, e nenhum vigor fisico.

Uma das duas coisas mais gritantes foi o fato de dizer que o investimento inicial para se treinar Parkour é de 200 reais?! MEU DEUS! isso é loucura? como alguem que diz conhecer Parkour tem um "pronunciamento" desses? e as munhequeiras obrigatorias? me desculpe gente, usar por gosto tudo bem, mas dizer que é essencial?

Voltando novamente a ideia que me levou a escrever esse post, é basicamente o que você que treina Parkour, passa adiante sobre sua disciplina? você realmente aprende algo treinando? ou treina pra ser descolado com os amigos da escola?
Quando voltei pro taekwondo ano passado, quando conheci o professor, ele me perguntou se eu fazia alguma atividade fisica, se tinha facilidade motora e tudo mais, falei que fazia parkour, e ele me perguntou se eu saia na rua pulando as coisas feito doido. Não me sinto nem no direito de ficar com raiva, porque é realmente essa a visão que as pessoas estão tendo do Parkour. Decidi então que meu objetivo ia ser mudar o ponto de vista daquelas pessoas ali sobre o Parkour, obviamente não vou sair pregando pq não sou pastor, mas eu queria mudar a imagem.

De la pra ca, ja tem 1 ano que estou nessa academia, onde, TODOS tem um grande respeito por mim, e pelo meu condicionamento fisico. Todos os visitantes que vão comigo fazer alguma aula, e são praticantes de Parkour, são visto como fortes. Qualquer exercicio de força que fazem, eu sempre ouço o comentario "mas pro parkour(eles me chamam assim) não tem graça ele é forte pra cacete", e assim é a visão que consegui passar de um Tracer, uma pessoa forte, e com bem preparado fisicamente. Alguns companheiros de taekwondo reclamam de dor no joelho, devido aos impactos dos chutes e alongamentos ecessivos , e sempre encho o saco deles "ta vendo, eu não tenho isso, tem que trabalhar sua musculatura.", mostro pra eles que no Parkour, nossa preocupação é pela nossa integridade, e pela força, pra não ter machucados. tenho certeza que nenhum deles nunca vai aceitar calado um comentario, "Parkour detona os joelhos".

Eu costumo pegar um onibus as 23:00, e sempre pego o mesmo onibus, então acabou criando um grupo com uns mlks que voltam da faculdade, e sempre conversamos sobre varios assuntos, filmes, seriados, em sua maioria seriados e jogos de video game, até que semana passada um deles não lembro muito bem como, falou sobre Parkour, e o outro retrucou "é Parkour, você não viu 13o distrito?" dai fiquei calado ouvindo coisas como, "eles pulam de 6 metros", "dão mortal em altos lugares", "é bom pra fugir da policia", ai eu falei "po, não é assim não".
Então formulei uma explicação bem compacta do parkour, origem, forma de treino e um pouco do espirito incluso na pratica, do desejo de ser cada vez mais forte, e tudo isso, sem deixar muito chato ou muito massante, e respondi a perguntas sobre mortais acrobacias e tudo mais. No final ele falou simplesmente "Você acaba de mudar minha visão sobre parkour, de uma coisa totalmente brincadeira, pra uma pratica altamente seria"

e você, qual visão as pessoas que você conhece tem sobre o parkour?

4 de mai de 2007

Muay Thai



Eu depois de muito estudar, treinar alguns elementos sozinhos, tive meu primeiro treino "oficial" de muay thai, com pessoas que lutam muay thai a alguns anos.

"มวยไทย - มวย = Muay =arte e ไทย = Thai = livre ou Pertencente a Tailândia) é também conhecido como Boxe Tailandês, é o esporte nacional da Tailândia. Esta Arte Marcial foi criada há mais de mil anos, e é considerada uma das mais poderosas lutas de contato do mundo."
É conhecido como "A Ciência dos Oito membros", pois caracteriza-se pelo uso dos cotovelos, joelhos e golpes violentos com as pernas e os punhos.Uma luta que além de ter socos e chutes devastadores, é considerada uma das artes marciais que mais faz uso eficiente dos joelhos e cotovelos. Considerado hoje como uma das melhores lutas de contato do mundo, o muay thai vem ganhando cada vez mais praticantes, é uma luta muito agressiva que desenvolve um ótimo condicionamento físico, concentração e auto-confiança."


Uma coisa não tenho como descordar, Muay Thai é uma das artes de contato mais eficientes, violentas e agressivas que ja conheci. Senti muita diferença das técnicas pro que eu venho acostumado a treinar, no caso, O Taekwondo.
Como costumo dizer sobre o Taekwondo, que muitas das técnicas eu jamais usaria em uma situação de combate real, o muay thai tras golpes bastante contundentes, por não se importar muito com a forma do chute. Uma das coisas que mas me chamou atenção foi treinar segurar a perna do adversario durante um chute e golpea-lo ainda segurando a perna, isso foi uma das coisas mais "situação real" que ja vi ser treinado em uma arte marcial.
Fiquei muito surpreso quando descobri que eles usam uma base fixa, geralmente com a perna forte atras, sempre aprendi a ser disforme, não fazer distinção de qual perna esta na frente ou atras, afinal, eu tenho duas pernas. Mas diferente do TKD, no MT eles costumam sair dos golpes então não se importam muito em esquiva e essas coisas, uma coisa é clara, eles sabem aguentar porrada! venho treinando muito pra me sentir indiferente a pancadas, tranformar cada dor em força pra entrar, no esquema "levou, bate de volta".

Fiquei bem contente que apesar de não ser minha especialidade, meus socos não são ruins, e consegui me sair bem durante as duas lutinhas que fiz de leve com eles, obviamente eles treinam a anos, e seria um milagre se meu jogo de mão fosse melhor que o deles, senti que meus treinos de boxe e meus estudos com técnicas de muay thai se sairam bem, pretendo treinar com o Ian mais vezes e aprender mais sobre essa arte marcial incrivel.

Back to the roots,

Apesar de me sentir bastante deslumbrado com o Muay Thai, eu realmente sinto isso cada vez que vejo ou participo de um treino outra arte marcial, como aconteceu com as outras artes que visitei esse ano, toda vez que saio da academia sinto vontade de treinar meu bom e velho taekwondo. Acredito que todas as artes tem seu ponto forte, não acredito que o taekwondo seja ineficiente em situações reais, tudo depende da consciencia do lutador e do seu treino. Uma vez ouvi um cara falar: "Você treina se você errado, faz errado, na hora que precisar pra vida, não vai saber fazer" ou algo parecido. Isso ele se referia ao povo que treinava apenas chutes totalmente estéticos em sparrings de taekwondo, e diziam "só faço isso no treino, na vida real claro que não vou fazer isso", mas se não treinar o que funciona... como vai ser né ?

Enfim, antes que todos achem que estou prestes a trocar o taekwondo pelo muay thai, continuo taekwondista de alma :D, mas o bom lutador sabe aprender tudo de todas as artes e adaptar ao seu treino. só preciso aprender jiu jitsu :(.

Abraços

2 de mai de 2007

Parkour, livre de competições

Como muitos ja sabém, competições estão sendo formuladas, e esta campanha esta sendo feita para mostrar porque somo contra competições. Não contra competições no geral, mas contra competições dentro do Parkour, ou Parkour em competições.
segue abaixo um texto informativo e muito importante, elaborado com motivos discutidos no site Parkour.NET, mantido por franceses, e apoiado pelo proprio David Belle e sua associação.

Está comunidade apoia o Parkour, não COMPETIÇÕES - Corra sem rivais

Os membros desta comunidade se unem firmemente contra a ideia de competições organizadas de Parkour, nossos motivos:

1.

Nós não acreditamos em elites.
Nós não acreditamos em nenhuma forma de seleção entre praticantes.
Nós não acreditamos na necessidade de nenhuma forma de hierarquia de performance entre praticantes.
Nós acreditamos que "o melhor" não significa nada no parkour, porque ganhar ou perder não significa nada na filosofia do Parkour.
Nós não aceitamos tal direção como parte da filosofia do Parkour.

Ao contrario, nós acreditamos na direção de que o treino deve sempre e apenas vir de dentro.
Nós nos esforçamos para sermos fortes para nós mesmos e ajudar outros, não contra pessoas, mas com e para outros.

Sendo assim, nós rejeitamos e desencorajamos qualquer forma de rivalidade entre praticantes.
ao contrario, nós valorizamos respeito mutuo e solidariedade em progredir tal como individuos e como comunidade.


2.

Nós acreditamos isso é contra a filosofia do parkour, Competir para ganhar algo ou conseguir alguma coisa de valor, tal como medalhas, troféus, dinheiro, fama, reconhecimento ou glória.
o mesmo vale para quem quer aparecer.

Ao contrario, nós tentamos fazer nossos atos serem sem preço, e beneficente para pessoas de fora.
Nós também procuramos por beneficios que todos possamos compartilhar
Nós somos quem da algo, não quem recebe.


3.
Competições encorajam o sacrificio de sua saude para conquistas mais rapidas, e alcançar um ranking que não tem valor verdadeiro.
Forçando competidores de elite a constante e repetidamente colocar em perigo seu mais precioso bem, a saude, pela obsessão
e obrigação da vitoria, e qualquer outra direção consquente a isso, incluindo dinheiro, rank ou status, orgulho, e também contratos profissionais e patrocinio, e acordos comerciais remunerados.

Isso leva a competitividade dos praticantes e desbalancear seus treinos, focando apenas nas habilidades especificas necessarias para ganhar, levando a lesões cronicas.
Ignorando as negações oficiais, doping(uso de drogas estimulantes) é grande parte do tempo envolvido em todo nivel de competições, envolvendo dinheiro ou não.
Nós acreditamos que as consequencias fisicas de competir em alto nivel, vai contra a filosofia do parkour, no qual da enfatiza na moderação e na necessidade da resistencia.

Ao contrario, parkour é humilde, paciente e uma disciplina de longevidade, e o corpo humano necessita de condicionamento incremental para assegurar sua resistencia e longevidade.
Moderação é um valor verdadeiramente importanto para o parkour, e indispensavel quando se trata de se auto-preservar, e para que corpo crie sua resistencia.
Assim, nós rejeitamos qualquer coisa que vá contra moderação e que agrida o corpo.

4.

Parkour não pertence a corporações, patrocinadores, e midia, e pessoas sentadas em casa para assistir.
Nós acreditamos em não aceitar atividades ou planos que abusivamente são chamados de Parkour, que mal uso do nome e destroi sua imagem para chamar atenção da midia para algo que NÃO é parkour, ignorando a resistencia da maioria da comunidade para tais intenções.

Ao contrario, nós afirmamos que parkour não é uma disciplina competitiva e que pertence a todos os praticantes, a comunidades locais, para times e amigos, e a raça humana como um todo.
Acréditamos que devemos nós unir contra a ambição que não reflete a original philosofia do parkour e que desrespeita a filosofia, e a comunidade do parkour.

Competições não são invevitaveis, é apenas outro obstaculo, apoie o parkour original, mantenha sua disciplina livre!.


Gostaria de pedir que quem possuir site ou blog, que poste esta mensagem para ajudar a proteger nossa disciplina longe de competições sem sentido.